segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Débora (Juízes 4-5) - Parte 2


Continuando a ministração vamos para 2º parte.

Débora era uma mulher casada "E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgada a Israel naquele tempo." ( Juízes 4:4)
Ela tinha uma liderança sobre ela. E ela era submissa pois esse era e continua sendo o costume das mulheres de Deus.
Efésios 5:22 "Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor."
Colossenses 3:18 "Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor."
Tito 2:5 "A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada."
1 Pedro 3:1 "Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra;"

Débora era mulher, profetisa e esposa. Ela é um referencial pra nós. E com certeza ela era uma mulher submissa pois alcançou uma posição de autoridade na sua comunidade.

Provérbios 31:23 diz  que o marido também é honrado quando sua própria mulher o honra. Se a própria mulher fala mal dele, o desrespeita na frente dos filhos (Tá chorando porque seu pai prometeu e não cumpriu né?!), na frente dos parentes (Eu disse a ele que não ia dar certo!), a esposa é a primeira  a humilhar e ressaltar seus defeitos ( Eu te disse que não ia dar certo!) você mesmo vai destruindo a honra e a dignidade do seu marido. Se você não tem nada de bom para falar, não fale nada! Mais não fale mal dele.
Muitos casais começam com um dueto e termina com um duelo, com competição de quem tem mais razão e não conseguem a chegar em uma harmonia, onde os dois resolvem tudo juntos. Débora, com certeza, era uma mulher auxiliadora do marido como a Palavra diz que devemos ser, não menores, mais ao lado formada da costela, osso do lado do peito cheia de importância e valor próprio. Os maior título que lemos de Débora não é que era profetisa, mais sim mulher de Lapidote, pois ela fez seu casamento uma alavanca para alcançar sonhos e propósitos eternos. Não tenha medo do casamento, mais tenha cautela para escolher seu esposo e deixar ser escolhida.

Um comentário:

  1. Estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes,mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.O tempo de casamento me tem ensinado e pelo que li aqui a Cila está muito bem, é importante a comunhão a concordância união e o respeito, nem a mulher deve querer ser superior ao marido nem o marido o deve querer,a mulher deve honrar o marido assim como o marido a mulher, é muito boa a sua mensagem. Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário. Abraço fraterno.António.

    ResponderExcluir